Desafio: Tag Irmandade dos Bloguistas do Mundo

É o qu`eu digo...

Estes desafios lançados na net são uma coisa do camandro!!!

O Paulo Vasco do blogue Sonhos Desencontrados achou por bem nomear-me para responder a umas quantas perguntas, não imagina o quão dramáticas poderão ser as minhas respostas!!!

Como se impõe aqui por baixo fica o selo do desafio.

Agora vamos lá responder…

01 – Registe três vantagens em ter um blogue.

Esta parece-me óbvia… 1. Desconto nos impostos 2. Desconto em tudo que é auto estrada e IC 3. Não ter que aguardar na fila do supermercado. Tem mais vantagens como paratilhar experiências, gostos e muitas mais coisas que me parecem secundárias face às 3 primeiras razões.

02 – Qual foi o principal constrangimento com o qual se deparou, no seu espaço na blogosfera (blogue), até hoje?

Estou a aguardar para ter um desses momentos. Se acontecer eu depois conto.

03 – Caso utilize um nickname, indique duas razões que o levaram a optar pelo seu uso ao invés do nome próprio. Se porventura utiliza, no seu blogue, o seu nome próprio, já sentiu que o nickname devia ter sido a sua opção?

Isso do nickname faz-me lembrar do mIRC (quem não faz ideia doque seja isso é porque é demasiado novo ou então sou eu que sou demasiado velho). Não uso nickname porque me disseram que não haveria qualquer hipotese de contrair doenças infectocontagiosas.

04 – Registe dois motivos para que o público não goste do meu blogue.

Só dois? O primeiro motivo basta ler o que escrevi nas respostas de 1 a 3. O segundo motivo o que escrevi na resposta 4.

05 – Quais são as condições necessárias para manter a união/ interação entre bloguistas?

Ai… andas a pensar fazer uma sociedade secreta tipo maçonaria? A única condição é ir aparecendo por aqui…

06 – Durante anos, os Portugueses sentiram vergonha da sua música e dos seus intérpretes. Nos grupos de adolescentes, gostar da música de cantores ou bandas portuguesas era considerado um “ato de brejeirice”. Com o decorrer dos anos 80, a atitude foi mudando.

Contudo, atualmente, ainda se verifica alguma instabilidade quando à música ligeira portuguesa e aos seus interpretes, quase todos considerados “pimba“. Qual é a sua opinião acerca desta vertente musical?

Não ouço habitualmente este estilo musical porque tenho medo que os meus ouvidos sangrem, mas acho-o necessário à vida das pessoas… é a alegria de qualquer arraial…

Aqui fica uma musiquinha para o slow… ( uma obra da literatura de alcofa)

07 – As guerras continuam a evidenciar o cinismo e a intolerância do Homem. Mulheres e crianças de colo são abatidas. Outras, morrem na procura da outra margem: a da esperança.

O inferno e/ou o demónio existem?

Vou responder que não para não ter de fundamentar.

 Fundamente a sua opinião.

08 – No sucesso Pimba Pimba do Emanuel (clique para ver o videoclip), em seu entender, o que é que o cantor e escritor da música quis dizer com “nós pimba“? Afinal, você pimba pimba? Não, a esta última pergunta não tem que responder.

Deixo-lhe o refrão:

E SE ELAS QUEREM UM ABRAÇO OU UM BEIJINHO
NÓS PIMBA NÓS PIMBA
E SE ELAS QUEREM MUITO AMOR MUITO CARINHO
NÓS PIMBA NÓS PIMBA
E SE ELAS QUEREM UM ENCOSTO À MANEIRA
NÓS PIMBA NÓS PIMBA
E SE ELAS QUEREM À NOITINHA BRINCADEIRA
NÓS PIMBA NÓS PIMBA

Refrão do tema Pimba Pimba de Emanuel

Uma dúvida: Com tanto pedalar, Nelson, ainda não confundes  “pimbar” e “pedalar” ou os “verbos” têm o mesmo significado? 😉

Quanto à primeira questão do pimba… acho que ele não quis dizer nada de especial, já se tivesse usado o termo PUMBA, aí acho que entrava no campo da ordinarice…

Para a segunda pergunta estou inclinado para o 50/50 ou ajuda do publico!

09 – Para alguns, há azares que ocorrem na praia (e não só!). Ouça-se a música de Nel Monteiro, Azar na Praia, que para meu azar (?) foi a 1.ª que aprendi a tocar, por ouvido, em acordeão, quando mais do que odiava música popular. Vamos lá? Clique AQUI. Pode conferir a letraAQUI.

Azar na praia

(…)

A minha camisa, o vestido teu

Quando à noitinha nada apareceu.
Muito envergonhados saímos dali
Eu em tronco-nu, tu em biquini.
Não tinha dinheiro, carro também não
Viemos a pé, fizemos serão.

(E ela, coitadinha, muito aflitinha gritava assim: )

Ai, como é que eu hei-de, como é que eu hei-de?
Como é que eu hei-de me ir embora?
Com as perninhas todas à mostra
E os marmelinhos quase de fora

(…)

Nel Monteiro, Azar na Praia

Apresente uma proposta para este casal.

Nota: os marmelos não podem ser retirados para fazer marmelada. O Hospital da BB fica longe e o cirurgião plástico não está de serviço.

Só vejo uma saída para isto resultar… porque não atar o casal a uma mala com toda a discografia do nel monteiro e afoga-los lá na praia. Se achares bem tambem podes livra-te do acordeão…

E pronto foi assim que se passou… agora deveria indicar 10 blogues para que a coisa continue mas acho que não o vou fazer porque tal como nas correntes de amizade algo acontece quando a corrente é quebrada… e é essa adrenalina do desconhecido que me alimenta.

Se não voltar nos próximos dias não se assustem. Trata-se só do fim de semana…

Abraços

Anúncios

One thought on “Desafio: Tag Irmandade dos Bloguistas do Mundo

  1. Li o teu post no momento ideal. Ainda tentei comentar mas qualquer coisa falhou no smartphone. Estava na UEEA, após a hora de almoço, enquanto os miúdos emitiam alguns ruídos inusitados, fruto do sono e da condição de autista.
    A publicação está muito divertida. Conseguiste relembrar-me de um dos cantores prediletos do meu pai, numa fase, que me atormentava, até à última gota de sangue. Já nem me lembrava do Marante. Mas logo recordei os Iniciadores.

    Bom fim de semana rapaz. Obrigado por responderes ao desafio e sobretudo por teres despertado boas gargalhadas num dia duro.

    E pimba, pimba!
    Ups…
    E pisca, pisca

    😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s