Bracara Augusta

Caminhadas

Um fim de semana com sol pedia um passeio / caminhada com um cariz mais histórico-cultural, um programa para exercitar o corpo e a mente e em simultâneo namorar…

Não faltam opções neste país lindo, mas a escolha recaiu sobre Braga, uma das maiores cidade do país e um dos principais centros religiosos de Portugal, com mais de 30 igrejas, arrebatando por isso, o título de “Roma portuguesa”.

A história da cidade remonta aos tempos romanos, chamada Bracara Augusta era capital da Galécia. A cidade oferece uma enorme quantidade de edifícios de diferentes épocas que podemos admirar. A Sé é um desses edificios, sendo a catedral mais antiga do país.

Mas… antes da Sé tenho de puxar a fita atrás para o ponto que nos transporta para o interior das “mulharas” da cidade velha, para o inicio do nosso percurso, o…

Arco da Porta Nova

“Foi uma das portas nas muralhas da cidade, rasgada em 1512. A sua atual feição data de 1772, por iniciativa do arcebispo D. Gaspar de Bragança, com projeto do arquiteto bracarense André Soares, num momento histórico em que a cidade rompia as antigas muralhas, expandindo-se.”

Sobre a calçada granitica prosseguimos a marcha para o reforço do pequeno-almoço, nada melhor que algo tradicional, uma frigideira, uma iguaria obrigatória para quem visita a cidade elegendo para o efeito uma confeitaria centenária defronte da…

Igreja do Populo

Com o estômago mais aconchegado, seguimos caminho… pois este sol de novembro é um pouco enganador e as sombras nada convidativas a paragens forçavam-nos a andar para a frente. Num instante atingimos os jardins dos Paços do Concelho.

Câmara Municipal de Braga

“O edifício foi mandado construir no século XVIII por proposta do então Arcebispo de Braga, D. José de Bragança, irmão de João V de Portugal.

O edifício, considerado por alguns especialistas como um dos mais notáveis exemplares da arquitetura Barroca na península Ibérica, foi construído no local da antiga praça de touros.”

Rasgada a praça e dobrada a esquina seguinte damos de caras com a… Igreja da Misericórdia, edificada entre 1560 e 1562, é um dos únicos monumentos renascentistas da cidade e está incluída no conjunto de edificações da Sé Catedral de Braga.

 

Depois de uma visita ao seu interior, que recomendo, seguimos em direcção a mais um postal da cidade…

Jardins de Santa Bárbara, um jardim público situado junto à ala medieval do Paço Episcopal Bracarense. No seu centro encontra-se uma fonte do século XVII, que pertencia originalmente ao antigo Convento dos Remédios. Encimada por uma estátua de Santa Bárbara, é ela quem dá o nome ao jardim.

Depois de umas quantas fotos aproveitando a beleza do lugar continuamos… com tanto para ver os ponteiros do relógio pareciam voar!!!

O que vale é que cada monumento ou praça dista quase nada uns dos outros e assim estavamos na…

Igreja dos Terceiros

De estilo barroco, a igreja da Terceira Ordem Regular de São Francisco remonta a 1690, tendo sido erguida com o recurso às esmolas dos fieis.

Paredes meias entramos na Praça da Republica uma larga e majestosa praça que alberga num dos topos a Igreja da Lapa.

Igreja da Lapa & Praça da Republica

” Em 1757 o padre Ângelo de Sequeira, cónego da Sé de São Paulo (Brasil), encontrava-se em Braga a fazer pregações. Escolheu como local a Arcada, local onde eram comercializados os géneros na cidade, tendo aí colocado uma estampa de Nossa Senhora da Lapa. Aí pregava, rezava o terço e cantava, com tal entusiasmo que contagiava o povo. Diante da força que a devoção adquiriu, o então arcebispo de Braga, D. Gaspar de Bragança, autorizou a construção de uma capela de estilo neoclássico.”

Quase sem mexer as pernas podemos admirar o belissimo edificio do Café Brasileira, um dos mais emblemáticos da cidade.

“O estabelecimento foi fundado por Adriano Soares Teles do Vale, nascido em Alvarenga (Arouca), e ainda jovem, emigrou para o Brasil. No Brasil, dedicou-se ao negócio do café, com o que enriqueceu nos finais do século XIX. Casou no Brasil com uma filha de fazendeiros do Estado de Minas Gerais, onde se dedicou à fundação de um estabelecimento comercial inicialmente chamado “Ao preço fixo”, que incluía também casa de câmbios, e à produção agrícola, em particular de café, que importou para Portugal e, regressando a Portugal por motivos de saúde da primeira mulher, que acabaria por cá falecer, criou uma rede de pontos de venda do café que produzia e importava do Brasil: as famosas “Brasileiras”, espalhadas por Lisboa (Chiado e Rossio), Porto, Braga, Aveiro, Coimbra e Sevilha.”

Caminhando no sentido oposto mas ainda dentro da praça podemos encontrar mais um edifício religioso, o Convento dos Congregados,  é um exemplar de estilo barroco. Foi erguido nos finais do século XVII pela Congregação do Oratório (Oratorianos), vindos para a cidade a convite do cónego João de Meira Carrilho.

Com o aproximar da hora de almoço decidimos rumar ao restaurante que já estava escolhido à muito e que só aguardava a visita à cidade, refiro-me aoBIRA DOS NAMORADOS“. (que falarei mais adiante)

Pelo caminho uma passagem pela Sé de Braga, sem direito a visita, pois não quisemos perturbar o casamento que por ali iria acontecer…

Sé de Braga

“Assenta sobre as fundações de um antigo mercado ou templo romano dedicado a Ísis, conforme testemunha uma pedra votiva na parede leste, e os muros de uma posterior basílica paleocristã.

A sua história melhor documentada remonta à obra do primeiro bispo, D. Pedro de Braga, e corresponde à restauração da Sé episcopal em 1070, de que se conservam poucos vestígios.

Um dos mais importantes templos do românico no país, aqui encontram-se os túmulos de Henrique de Borgonha, conde de Portugal e sua esposa, Teresa de Leão, pais de D. Afonso Henriques.”

Depois de bem almoçados seguimos viagem com o objetivo de visitar o emblemático Bom Jesus do Monte, mas antes disso,  na passagem em direcção à paragem do autocarro que nos haveria de levar até lá… curtas paragens para ver e conhecer mais alguns icons da cidade.

Igreja de Santa Cruz

“Construída no século XVII em estilo barroco maneirista, possui no seu interior talha dourada invulgar. A nave, muito alta, é formada por uma abóbada de pedra esquartelada.”

Theatro Circo

Considerado o mais prestigiado teatro bracarense. Encontra-se classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1983.

foto  |  “Theatro Circo2” por Joseolgon – Obra do próprio. Licenciado sob CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons –

Palácio do Raio

“Erguido entre 1754-1755 por encomenda de João Duarte de Faria, poderoso comerciante de Braga

É um dos mais notáveis edifícios de arquitectura civil da cidade, em estilo barroco joanino.

Na fachada sobressai a exuberância da decoração, desde logo da porta central ricamente trabalhada e também das 11 janelas dividas pelos dois pisos. Os ornatos são assimétricos, dando ao edifício uma dinâmica e um dramatismo que são comuns na obra do arquitecto André Soares.”

Bom Jesus do Monte

Depois de uns 10 minutos de autocarro lá chegamos à base do Santuário, daqui até ao topo onde se encontra a Basílica, há de vencer o desnível geográfico do local, 116 metros, ao longo do infindável escadório com quase 600 degraus, ao longo dos quais podemos apreciar a beleza da mata, das fontes e das diversas construções que albergam a representação da via sacra.

No cimo a vista é deslumbrante…

A descer todos os santos ajudam, pelo menos é o que dizem, mas quisemos experiênciar uma viagem a bordo do funicular.O funicular foi inaugurado a 25 de março de 1882, sendo o primeiro a ser instalado na península Ibérica, um dos sete do género no mundo. É atualmente o mais antigo no mundo a utilizar o sistema de contrapeso de água.

Viagem imperdivel…

E depois de regressar à base do Bom Jesus, regressamos a pé até ao centro da cidade e daí até à estação de comboio que nos haveria de trazer a casa, um percurso urbano, de aproximadamente 6 km, sem grau de dificuldade, mais uma oportunidade de ver um pouco mais da cidade.

Neste relato não se esgotam os pontos de interesse da cidade… o que deixa em aberto uma nova visita em breve. Nem que seja para regressar à mesa do Bira dos Namorados, uma hamburgaria e pregaria com hamburguers deliciosos, com uma cerveja artesanal gostosa, reunindo no mesmo espaço um café concerto e uma loja regional.

A oferta gastronómica prima pela originalidade e pela fusão de sabores em combinações improváveis.

Boas caminhadas…

Anúncios

3 thoughts on “Bracara Augusta

  1. Magnífico “post”, tanto em texto quanto em fotografias. Desperta a vontade de conhecer a cidade. Gostei especialmente da notícia desse funicular. Realmente, a funcionar desde 1882, não é de espantar que seja dos mais antigos do mundo. Só não imagino como é esse sistema de contrapeso de água. Vou ver no google.
    Em resumo, parabéns.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s