Para ti meu amor

Poesia à Segunda

Para ti
Meu amor
Levanto a voz
No silêncio
Desta solidão em que me encontro
Sei que gostas de ouvir
A minha voz
Feita de palavras ternas e doces
Que invento para ti
Nos momentos calmos
Em que estamos sós
Sei que me ouves
Agora…

…uma vez mais
Apesar da distância
E do silêncio

Opera esse milagre
Simples
Como tudo o que é natural

Mário Soares

(em memória do grande estadista português – poema dedicado à esposa, escrito enquanto se encontrava preso)

Anúncios

8 thoughts on “Para ti meu amor

  1. Belíssimo 🙂 e belíssima homenagem ao homem que nem sempre reúne consensos, mas que é um marco e ficará seguramente assente nos anais da história de Portugal do Século XX e XXI
    Este poema foi também musicado por Carlos Mendes no Álbum “não me peças mais Canções”. Vale a pena ouvir.
    Obrigado Nelson

  2. Obrigado Nuno pelo comentário. Eu tenho receio daqueles homens que reúnem consensos… Este em particular será dos poucos homens que se falará daqui a 100 na história deste país

  3. Quando ouvi a canção cantada por Carlos Mendes emocionei-me pelas simples palavras escritas pelo
    homem simples que sempre foi, que pensava em todos os portugueses, no país Portugal que tanto amava sinceramente e que por ele
    lutou. Viva o nosso eterno Presidente Marinho, viva PORTUGAL.
    Laurinda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s