PR1 – Trilho Corno de Bico

Caminhadas

Caminhada

Este trilho de natureza que se desenvolve ao longo de caminhos rurais tem início e terminus no Lugar de Túmio, em Bico, Paredes de Coura. Um percurso circular de aproximadamente 8 km com um grau de dificuldade baixo (folheto do percurso aqui).

No meu caso, aproveitei para fazer parte do PR2 – Trilho Alto dos Morrões, alongando a caminhada aos 12/13 km. As marcações do percurso nem sempre estão bem visíveis e o facto de existirem vários percursos no mesmo local pode levar a enganos. O melhor mesmo é levar um GPS ou telemóvel com uma app capaz de ler este tipo de ficheiros, mesmo assim, não asseguro que não se enganem. (risos) Deixo um link do Wikiloc para ajudar na tarefa aqui. 

24058965_10212566053899184_6943084144408032557_n

Partimos de Túmio, pela esquerda, onde a estrada de alcatrão dá lugar ao caminho empedrado de acesso ao centro do lugar. Estes pequenos núcleos ainda conservam muitos aspectos identitários da arquitectura do Alto Minho, desde logo, os inconfundíveis espigueiros. 

23915553_10212566056379246_7989180379527331132_n23905609_10212566057939285_4503693485085432645_n23905639_10212566058019287_7293594721287015500_n

23905204_10212566060019337_3237944452625308015_n24067964_10212566057099264_8549643323230084101_n24059008_10212566054699204_6000747802125933756_n23905343_10212566062979411_5423228994810858262_n

Seguimos por entre campos de cultivo e de pastagem onde belos exemplares bovinos vão deambulando à procura da erva mais tenra. Longe do stress, com belos pastos, este gado tem tudo para ser feliz… não admira que a carne da região seja tão procurada e afamada.

Ao longo do percurso verificamos uma elevada diversidade de espécies arbóreas, arbustivas e herbáceas, que dão abrigo a um infindável números de animais e pintam a paisagem com cores e odores fascinantes, impossíveis de demonstrar através de fotografias.

23915714_10212566060059338_560502192681069813_n23905655_10212566061139365_6289819973084507505_n

24059174_10212566056299244_1816191949461376371_n

23905718_10212566058779306_8112506162381765584_n24058881_10212566058059288_5102821809622298470_n24059221_10212566058659303_5837629666155127526_n

O Corno de Bico é um pequeno santuário natural, um local de grande beleza que o homem soube moldar, mas não está a saber preservar convenientemente, mantendo-o protegido do flagelo dos incêndios. Este território ao longo dos tempos já serviu de local de culto, de espaço de defesa e de linha de fronteira, de zona de pastagens e de cultivo.

24068262_10212566057179266_5980168644614900098_n24059083_10212566058579301_9126712571609694740_n24174148_10212566057219267_7277391514294858230_n23905291_10212566062019387_7757127619899518896_n24058891_10212566062939410_9086295387978370217_n

O caminho transporta-nos até a um antigo posto de vigilância das florestas, em Alto do Espinheiro, o culminar deste percurso no Corno de Bico, assinalado por um marco geodésico à cota de 883 metros. Adiante, existe uma zona de lazer ideal para restabelecer energias e um pouco mais à frente, rodeado de blocos graníticos, encontramos o miradouro natural, onde é possível apreciar a beleza da paisagem que se abre para o Vale do Rio Coura, mas também, para os Vales dos Rios Vez e Lima.

24059119_10212566054659203_3375434418624703921_n23915597_10212566055499224_7012394259934032987_n23905334_10212566061979386_4487332618043370291_n24174251_10212566053939185_886407767023237483_n24068244_10212566063819432_4642619532292570970_n

Na década de 40, do séc. XX, os serviços florestais levaram a cabo um processo de arborização deste território, até então, um espaço “rapado”, marcado pela excessiva actividade pastoril. Nos dias que correm, encontra-se inscrito na Rede de Áreas Protegidas de Portugal. Ao preservar o espaço natural contribuem igualmente para a preservação do património humano das comunidades rurais.

23844766_10212566062059388_4225582861167666963_n

24174586_10212566062899409_2546792923549204746_n24059093_10212566061059363_931457403292790312_n

Após a descida do miradouro continuamos por um estradão florestal que, aqui e ali, abre uma grande janela visual que permite pousar o olhar na linha do horizonte. Quando assim não é há, igualmente, muito para observar… os contrastes outonais, a beleza das cores… ou partir na busca de exemplares de cogumelos. (Aqui deixo dois, mas havia mais variedade).

24058771_10212566059859333_849569761249782451_n

24068241_10212566056179241_7652834108855694154_n

23905177_10212566053979186_3150275160314958496_n24129511_10212566055539225_8062105993263696748_n

De volta a uma paisagem conhecida… o carro já estava próximo!

23905422_10212566055459223_289696579824460263_n

Não me referia a este… era mesmo ao nosso. E à boleia desta imagem termina o percurso. Um belo percurso de natureza para fazer em qualquer altura do ano, mas acredito, que no outono tenha um charme especial.

Boas caminhadas.

 

Anúncios

7 thoughts on “PR1 – Trilho Corno de Bico

  1. Já fiz esse trilho à alguns anos e gostei muito. Mas não tinha estas lindíssimas cores, pois era Verão! De qq forma, concordo totalmente com a apreciação. Recordo que vimos cavalos selvagens, lindos! E recordo também que já nessa altura, as indicações não eram boas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s