Ecopista do Vale do Vouga

Pedalada da Semana

Á descoberta de mais uma Ecopista fomos até Sever do Vouga. Eu, a Dona Isaura, mais a companhia de um amigo e a sua companheira de duas rodas.

O objectivo era percorrer parte do traçado da Linha do Vouga, ou como também é conhecida, da Linha do Vale das Voltas, alcunha ganha devido ao seu sinuoso traçado.

Esta linha liga a linha do Norte, em Espinho, à linha do Dão, em Viseu, percorrendo um total de 140 km. Nos tempos que correm a linha só é utilizada em parte do traçado, limitando-se a ligar Espinho a Sernada do Vouga, uma vez que, o restante troço até Viseu foi encerrado em 1990.

Esses 80km de via estão quase na totalidade transitáveis em bicicleta de todo o terreno, o que não é o meu caso, pelo que, limitamos a nossa voltinha aos troços de Âgueda, entre Sernada do Vouga e a Foz do Rio Mau e daí até Cedrim, já no município de Sever do Vouga.

O percurso de Águeda

Inicia-se junto ao apeadeiro de Carvoeiro, que foi também o local em que aportamos para dar inicio a esta aventura, como a antiga linha ferroviária está transformada em artéria rodoviária, o percurso de Águeda, só começa neste ponto e segue em direcção à Foz do Rio Mau, paralelamente à EN16 e ao Rio Vouga.

14264844_10208771751684000_833261079006869316_n

Como o canal se encontra em terra batida só o arrisquei percorrer no regresso, não fosse aparecer o Sr. Furo. Na ida, optei por circular no fofinho alcatrão com uma visão ainda mais próxima do rio.

14212125_10208771751924006_8955529698702091226_n

Seguimos em direcção ao Apeadeiro da Foz do Rio Mau, no concelho de Sever do Vouga. Este troço tem aproximadamente 2.500 metros por entre zonas florestais e agrícolas, não apresentando qualquer dificuldade.

Percurso de Sever do Vouga

Inicia-se no Lugar da Foz, ao quilometro 66,527, e termina (o ciclável em pneu fino) em Fontanelas, já nos limites do concelho com Oliveira de Frades, totalizando, aproximadamente, 10.400 metros.

14238125_10208771747923906_8374729418412395464_n

O percurso,  em piso betuminoso, de cor vermelha, encontra-se um pouco mal tratado nos quilómetros iniciais, com muitas rachadelas e alguns buracos provocados pelas raízes das árvores, encontrava-se também com alguma sujidade, mas talvez provocada pelo incêndio que varreu as imediações e levou consigo parte das guardas de protecção da Ecopista.

14202501_10208771747883905_1449137092716731245_n

14222227_10208771747803903_7721014368709268776_n

14212681_10208771751363992_6242972989128187886_n

O percurso serpenteia por entre zonas florestais e agrícolas, sempre com um olho no Rio Vouga e tem como um dos atrativos a passagem por 5 túneis.

14264038_10208771748243914_6464841581241065744_n

Depois deste portal o cenário, até então, um pouco melancólico, deu lugar a um viçoso verde que me encheu a alma e os pulmões de ar fresco numa manhã que começava a aquecer o mercúrio do termómetro.

14192765_10208771748363917_6513051978087088457_n

Um dos pontos altos, literalmente, deste percurso é a passagem pelo ex-libris da região, a Ponte do Poço de Santiago, construída em 1913, toda ela em alvenaria, com cerca de 28,5 metros de altura e 165 metros de comprimento, constituindo-na no seu todo 12 arcos de tamanhos vários. Do cimo a vista é deslumbrante e o silêncio apenas interrompido por um ou outro carro que vai cruzando a estrada.

14232429_10208771748443919_6061916837994402050_n

14199234_10208771748723926_9142019073154462263_n

Embora não oferecendo grandes dificuldades, este percurso, é um falso plano… pois a pequena inclinação mantêm-se constante até Cedrim.

Antes de Cedrim, ainda tínhamos a remodelada Estação da Paradela, com uma pequena  e bem cuidada cafetaria, ponto de paragem no regresso para um café.

14222293_10208771749163937_7990725839075482477_n

14263968_10208771749243939_4458498547428120292_n

Como é possível ver ali na foto acima, este percurso ciclável, também é partilhado por adeptos da caminhada,  sendo o canal do Caminho de Santiago até Albergaria.

Mas hoje quem mandava era a Dona Isaura… e montado no meu “corcel” branco, lá segui para conquistar mais um, adamastor, túnel e banhar-me em mais um oceano de verde até Cedrim.

14225527_10208771749483945_5237070074011548768_n

14232450_10208771749683950_2338688448400067258_n

14265091_10208771749843954_5641775824665575999_n

O final do percurso estava já mesmo ali à frente…

14292374_10208771750163962_5674360221148802335_n

14199233_10208771750283965_6474663673711312973_n

O regresso foi feito com a mesma alegria da ida e sempre com belas paisagens a fazerem de pano de fundo às nossas conversas…

14263968_10208771750403968_8828721251210528018_n

14222084_10208771750683975_3894289342882907863_n

Já com o relógio a roçar a hora de almoço, houve unanimidade na decisão de fazer uma paragem para alimentar o corpo. Seguindo uma sugestão de um amigo, conhecedor destes recantos ciclisticos, fizemos um desvio em Paradela, descendo até ao rio, para aportarmos depois da ponte no Café-Restaurante “Mira Vouga”, com uma comida “tipo caseira”.

14192544_10208771750963982_7202877205474147805_n

Claro que depois de um almoço inadequado para quem pedala… aquele quilometro a subir, com os andamentos disponíveis na Dona Isaura, foram uma tortura para os rojões que havia ingerido!

E de túnel em túnel, de quilometro em quilometro lá regressamos ao ponto de partida.

14212037_10208771751003983_4398304758723819142_n

Com as pernas a pedirem mais e com a curiosidade aguçada pelo que havia lido n preparação desta aventura, rumamos até Sever do Vouga e de lá até Macinhata do Vouga, para ver o espólio que o Núcleo Museológico de Macinhata do Vouga encerra em si.

Mas isso serão histórias para outra publicação… até lá… boas pedaladas… que eu vou indo para o Núcleo Museologico.

14212788_10208771753124036_6770360356815295255_n

7 thoughts on “Ecopista do Vale do Vouga

  1. Na próxima passagem já sabes que há mais um recanto para explorar… entretanto vai presenteando o pessoal com as tuas bonitas fotos dessas fascinantes aventuras que vais vivendo.
    P.S. Gosto imenso da tua bike.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s